segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Lembranças da Piçarra



Minha mãe até hoje relembra com muita saudade das suas férias, quando criança, na fazenda dos seus tios. Achava engraçadas todas aquelas estórias, parecia fantasioso e engraçado, a começar pelo nome do lugar: Piçarra.  Eu e meus irmãos fazíamos piada de tudo aquilo, mas no fundo sentíamos uma vontade louca de conhecer esse lugar. 

Não é que na minha despedida aos familiares do Ceará eu tive a oportunidade de conhecer a Never Land da vida da minha mãe. E pra minha surpresa era muito mais do que aquilo que ela dizia, era o lugar onde minha mãe viveu alguns dos melhores dias da sua vida. Onde a felicidade era uma constante.

Conhecer esse lugar foi concretizar o que durante muito tempo em minha vida parecia apenas um sonho de menina. Imaginação de um adulto que ainda é capaz de guardar lembranças tão boas. O banco, a cocheira, a cerca, parecia que eu já tinha visto tudo aquilo antes. Na verdade aquelas lembranças também se tornaram minhas e pisar naquele solo rachado pelo sol escaldante do Sertão era como se voltasse as nossas origens.  

Quero mandar uma abraço especial pra o tio Vilson Leite que até hoje conserva tão bem a fazenda que no tempo do cangaço foi refugio de Lampião. Segundo contam, seu Tonho da Piçarra, avô do tio Vilson,  foi um dos principais coeteiros do Rei do Cangaço. Talvez essa seja apenas uma das muitas razões desse lugar ser tão especial pra "mainha". 

Foi uma visita muito especial e agora a Piçarra também se eterniza nas minhas lembranças. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário